Saúde

Abas primárias

‘Doutora, parei de tomar o remédio’

Muitos pacientes chegam na consulta dizendo: “Doutora, parei de tomar o remédio da pressão porque verifiquei e estava normal”; ou “Doutora, não usei mais a bombinha da asma, porque não tive mais crise de falta de ar”. Outra fala que escuto com frequência: “Não estou tomando mais o medicamento, porque não estou sentindo nada”. 

Sempre iniciamos o tratamento com uma dose e vamos ajustando até que se normalize os parâmetros ou que desapareçam os sintomas. Quando isso acontece, significa que a doença se estabilizou. O medicamento tem de ser usado justamente para manter os níveis normais, seja da pressão, da diabetes ou sem crises de asma. Ao atingir esse nível de normalidade, devemos continuar a tomar o medicamento para que não haja descontrole. Ausência de sintomas não significa ausência de doença. 

Não é fácil tomar vários medicamentos, mas, muitas vezes, é necessário tomá-los para não sobrecarregar os órgãos e evitar que apareçam outras doenças. O objetivo é proporcionar mais qualidade de vida. 

Existe uma forma de reduzir e, em alguns casos, até de deixar de tomar remédios:  faça atividade física e melhore sua alimentação. Isso sim fará a diferença. Converse com seu médico sobre isso. Ele vai ser o primeiro a ajudá-lo.
 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.