Liturgia e Vida

Abas primárias

Fala, Senhor, que teu servo escuta

2º DOMINGO DO TEMPO COMUM 14 DE JANEIRO DE 2018

O texto da primeira leitura é claro e não precisa de explicações. Como acontece com qualquer texto escrito, é preciso que o leitor dê vida às palavras, fazendo com que os ouvintes as compreendam ao serem pronunciadas. O leitor, entendendo o que está lendo, não lê para si, mas para a assembleia que o escuta. A boa leitura facilita a compreensão. 

Nos dias de Samuel ainda não existia um templo de pedras. A Arca da Aliança ficava na Tenda, que servia de santuário. O sacerdote chefe era Eli. O jovem Samuel era seu acólito e permanecia sempre no santuário. Uma noite, Deus o chamou três vezes, até que, orientado pelo sacerdote Eli, Samuel respondeu: “Fala, Senhor, que teu servo escuta”. Antes, porém, com muita prontidão, o jovem já tinha respondido a Eli: “Tu me chamaste, aqui estou”. 

O salmo responsorial prolonga a primeira leitura. O Salmista diz com muita clareza o que disse Samuel tanto a Eli quanto ao próprio Deus: “Eis que venho. Com prazer, faço a vossa vontade”. É Samuel quem fala, é o Salmista que reza e, em última análise, é o próprio Jesus que vem até nós para fazer a vontade do Pai. 

No Evangelho, a mesma temática do chamado e da resposta acontece com os primeiros discípulos de Jesus. O texto também é claro e não necessita de comentários especiais. São três cenas rápidas: Na primeira, João Batista mostra Jesus a dois de seus discípulos e lhes diz que Jesus é o Cordeiro de Deus. Ele se referia ao cordeiro que era oferecido a Deus no Templo. Na segunda cena, os dois discípulos vão atrás de Jesus, perguntam onde ele mora e ouvem um chamado: “Venham ver”. Foram e ficaram com Ele aquela tarde. Na terceira cena, André leva seu irmão, Pedro, até Jesus, e Jesus, olhando para Pedro, lhe dá uma missão. Ele será a pedra. 

Qual é a lição para nós em nossos dias? Primeiramente, Deus nos chama de mil maneiras para muitas missões. É preciso estar atento e ouvir a voz do Senhor. Quem responde com prontidão ao chamado dos irmãos responderá também ao chamado do Senhor e descobrirá que as vozes do Senhor e dos irmãos, muitas vezes, se confundem. “Fala, Senhor, que teu servo escuta” é uma jaculatória a ser repetida muitas vezes durante o dia, e também durante a noite. Depois, queremos experimentar como é bom estar com Jesus e levar outras pessoas até Ele. 

Uma lição suplementar nos é dada pela carta aos Coríntios em relação ao nosso corpo. Samuel morava no santuário. O santuário agora é o nosso corpo, no qual mora o Espírito Santo. Portanto, respeitamos o nosso corpo e o dos outros. 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.