NACIONAL

Política

A Semana Política

Por Daniel Gomes
20 de mai de 2018

Eleições, bullying e concessões, são pautas da semana em politica.

Reprodução da Internet

CORRIDA ELEITORAL

Foi divulgada na segunda-feira, 14, a Pesquisa CNT/ MDA sobre as intenções de voto para Presidente da República. Num cenário eleitoral sem o ex-presidente Lula (PT), preso desde abril, Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 18,3% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede), 11,2%; Ciro Gomes (PDT), 9%; e Geraldo Alckmin (PSDB), 5,3%. Dos 2.002 eleitores ouvidos em 137 municípios de 25 estados, 29,6% declararam que votarão em branco ou nulo. Quando Lula é elencado entre os candidatos, lidera a corrida eleitoral com 32,4% dos votos. O petista está à frente em todos os cenários possíveis de 2º turno. Sem Lula, os maiores equilíbrios estão nas disputas entre Bolsonaro e Marina, empatados com 27,2% cada, e entre Bolsonaro e Ciro, com vitória para o deputado federal com 28,2% dos votos ante 24,2% do pedetista. 

 

COMBATE AO BULLYING NAS ESCOLAS

O Presidente Michel Temer (MDB) sancionou a lei nº 13.663/18, que inclui a promoção de medidas de conscientização, de prevenção e de combate a todos os tipos de violência, especialmente a intimidação sistemática (bullying), e a promoção da cultura de paz nos estabelecimentos de ensino, alterando o Art.12 da lei nº 9.394/96, assinada pelo então Presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). A lei, sancionada na segunda-feira, 14, amplia as obrigações das escolas previstas na lei que criou o Programa de Combate à Intimidação Sistemática, sancionada em 2015 pela então presidente Dilma Rousseff (PT). 

 

CONCESSÃO DE PARQUES

A Prefeitura de São Paulo publicou no sábado, 12, o edital de licitação para a concessão do primeiro lote de parques – Ibirapuera, Jacintho Alberto, Eucaliptos, Tenente Brigadeiro Faria Lima, Lajeado e Jardim Felicidade. A modalidade de licitação é a concorrência internacional, e o período de concessão é de 35 anos. Uma das exigências ao concessionário é que o acesso a essas áreas verdes continue livre e gratuito.

Fontes: CNT, Agência Brasil e Prefeitura de São Paulo
 
Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.